Partilhar o terminal do GNU/Linux em uma sessão do OpenSSH

Categories: Geral
Tags: No Tags
Comments: No Comments
Published on: 25 de fevereiro de 2013
Imagine a seguinte situação, um utilizador de alta manutenção de engenharia do produto, chama: “Preciso que me ajude a entender por que não posso compilar “supercode.c” nestas novas máquinas que você implementou.”
“Bem,” você diz. “Em qual máquina você está?”
Utilizador responde: “PBXIP” OK, você diz. Você exerce seus poderes divinos de super utilizador (root) e conecta a maquina do utilizador via SSH:

Assim que estiver lá, execute:

OBS: foo é o nome que você quiser fornecer para o compartilhamento do terminal.

Em seguida, você grita para o Utilizador:
“Escuta Utilizador, execute o seguinte comando em seu terminal:

Isso fará suas sessões e as do Utilizador serem colocadas juntas no sagrado shell Linux. É possível você ou ele digitar, mas ambos verão o que o outro está fazendo.

Isso evita que precise ir até o outro andar e permite que ambos tenham controlo igual. 

O benefício é que Utilizador pode ver as suas habilidades para resolução de problemas e exatamente como você resolve problemas. Finalmente, ambos veem qual é o problema: O script de compilação do Utilizador codificou permanentemente um antigo diretório que não existe nesse novo servidor. Você o monta, recompila, resolve o problema e o David volta ao trabalho. Você então volta para qualquer que seja a atividade preguiçosa que estava fazendo antes.
A única advertência para esse truque é que ambos precisam estar com login efetuado como o mesmo utilizador. Outras coisas interessantes que é possível fazer com o comando screen incluem ter múltiplas janelas e dividir telas. Leia as páginas de instrução para saber mais sobre isso.
Mas eu lhe darei uma última dica enquanto você estiver em sua sessão screen.
Para se desconectar dela e deixá-la aberta, digite:Ctrl-A D (Quero dizer, mantenha pressionada a tecla Ctrl e pressione a tecla A . Em seguida, pressione a tecla D)
É possível então se reconectar executando o comandoscreen -x foo novamente.

Caso não tenha o Screen use os comandos:

Debian:


Red Hat:

Melhores cumprimentos a todos!!

No Comments - Leave a comment

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please copy the string tf1WQ8 to the field below:


Welcome , today is sábado, 25 de fevereiro de 2017